Internação involuntária

Internação involuntária

internação involuntária

Internação Involuntária para Dependentes Químicos e Alcoólatras

Internação involuntária para intervenção em drogas e álcool

Oferecemos diversas possibilidades de tratamento inclusive o tratamento involuntário, previsto em lei. Lei nº 10.216 de 6 de abril de 2001, e de acordo com RDC N-101 da ANVISA. Anexo 1 segundo item 4 procedimentos dos serviços de tratamento 4.1 quarto parágrafo, que auxiliara pessoas que precisam do tratamento, mas não estão em condições de decidir-se por conta própria colocando em risco sua vida e a vida de terceiros. Colocamos a disposição o serviço de remoção terrestre ou aérea, com parceiros equipados e treinados para proporcionar segurança e satisfação. Esta modalidade de tratamento está indicada para pessoas, de ambos os sexos, que precisam do tratamento, mas não concordam com a internação. Deve ser aplicado nos casos em que o dependente perdeu a liberdade de escolha. Este é o ponto central de qualquer transtorno psíquico. A incapacidade de um indivíduo em escolher alguma coisa diferente do que faz atualmente. O dependente não consegue mais escolher entre o consumo e a abstinência. A vontade de usar é sempre maior e se sobrepõe a coisas que antes eram importantes como: estudo, emprego, convívio com familiares e parentes, respeito às normas, etc. Desse modo, não é tão simples assim ouvir da pessoa "não vou me tratar" e nada mais acontece. É chegada a hora de refletir e buscar auxílio profissional, para reverter esta situação, antes que seja tarde demais. Cabe no entanto um alerta. A maioria dos locais que oferecem esta modalidade de tratamento não estão regulamentadas para esse serviço. Existe hoje uma série de normas reguladoras dos serviços de atenção a dependência química, principalmente para o tratamento involuntário. Alguns registros, principalmente o de estabelecimento de saúde, são imprescindíveis para esta modalidade de tratamento. Estes registros trazem segurança e tranquilidade para a família evitando futuros aborrecimentos, segurança para o paciente, pois ele está sendo atendido e tratado por uma clínica regulamentada e fiscalizada, e segurança para a própria clínica por estar trabalhando dentro da legalidade. O acompanhamento, outro fator de extrema importância para o tratamento, é realizado por equipe de profissionais, treinados e capacitados, composta por médicos (psiquiatra e clínico), psicólogos, terapeutas, consultores em dependência química, terapeutas ocupacionais, professores de educação física, monitores, enfermeiros e outros. Por consequência detemos um dos melhores índices de recuperação entre os pacientes tratados. Temos também, uma equipe apta a realizar a remoção do paciente em qualquer região do país com total segurança e discrição. Duração prevista para o tratamento de 120 dias em regime de internação continuada em nossas unidades de tratamento, sujeito à alta terapêutica estabelecida pela equipe. Mais um programa de reinserção. Consulte-nos para tratamento de seu filho ou parente. Temos um custo que permite a maioria das famílias se beneficiarem dos resultados que nossos tratamentos tem proporcionado a muitas vidas. A internação involuntária é a prática de utilizar meios legais como parte de uma lei de saúde mental para internar uma pessoa em um hospital psiquiátrico, clínica ou enfermaria contra a sua vontade ou sob os seus protestos. No caso da internação involuntária do paciente dependente químico é realizada quando a sua capacidade psíquica é afetada momentaneamente devido ao abuso de substâncias psicoativas (drogas e álcool). O dependente não consegue mais escolher entre o consumo e a abstinência, ele está tão tomado pela doença que não consegue perceber os danos que causa a si e à sua família.

Existe tratamento involuntário?

Não. A internação é involuntária, mas o tratamento apenas tem êxito quando o paciente aceita e entende a necessidade do tratamento. A família deve procurar uma clínica de recuperação ou instituição que acolha o indivíduo assegurando seu bem-estar, com técnicas terapêuticas eficazes que possam oferecer a ele alternativas para um novo comportamento, sem drogas.

Porque é necessária a internação involuntária?

A internação involuntária é uma intervenção necessária, pois, quando o indivíduo já está tomado pela dependência, ele não consegue mais distinguir o que faz bem ou mal para si e sua família, podendo sofrer consequências graves, inclusive a morte. E a família, neste momento, deve ter a consciência de que internar, mesmo contra a vontade do paciente, é o caminho para que o indivíduo torne a ter uma vida sem a dependência das drogas.

É um procedimento legal?

Sim. A internação involuntária está prevista pela Lei 10.216, de 6 de abril de 2002, regulamentada pela portaria federal nº 2.391/2002/GM. Atenção: procure saber se a instituição que procurou respeita estas determinações legais, pois nem todas as entidades que prestam este serviço possuem autorização para realizá-lo.

O que diz a Lei sobre a internação involuntária?

Art. 2º. Definir que a internação psiquiátrica somente deverá ocorrer após todas as tentativas de utilização das demais possibilidades terapêuticas e esgotados todos os recursos extra-hospitalares disponíveis na rede assistencial, com a menor duração temporal possível. Art.4º Estabelecer que as internações involuntárias, referidas no art. 3.º § 2º, deverão ser objeto de notificação às seguintes instâncias: I – ao Ministério Público Estadual ou do Distrito Federal e Territórios onde o evento ocorrer, II – à Comissão referida no art. 10º. Art. 5º Estabelecer que a Comunicação de Internação Psiquiátrica Involuntária deverá ser feita, no prazo de 72 horas, às instâncias referidas no artigo anterior, observado o sigilo das informações, em formulário próprio (Termo de Comunicação de Internação Psiquiátrica Involuntária, modelo constante do Anexo desta Portaria), que deverá conter laudo de médico especialista pertencente ao quadro de funcionários do estabelecimento de saúde responsável pela internação. Parágrafo único. O laudo médico é parte integrante da Comunicação de Internação Psiquiátrica Involuntária, a qual deverá conter obrigatoriamente as seguintes informações: Confira a lei completa clicando aqui.

Qual a primeira etapa para solicitar a internação involuntária?

A partir do momento em que a internação é solicitada à clínica de recuperação ou instituição de saúde, o ministério público é informado, de acordo com as determinações da portaria federal nº 2.391/2002/GM e da lei 10.216. O processo é feito com diagnóstico médico, elaborado por psiquiatra e ou clínico especialista em dependência química.

Quem possui autorização para solicitar esta internação involuntária?

Apenas pessoas de ligação consanguíneas – ou seja, pai, mãe, irmão, tio, avô – têm autoridade para solicitar a internação involuntária. Cônjuges, por sua vez, não têm a permissão de autorizar este tipo de internação. Após estar ciente de todos estes detalhes sobre internação involuntária, a família pode estar segura de que há, no país, instituições altamente qualificadas para prestar este serviço, respeitando não somente estas normas, mas garantindo serviço eficaz e de qualidade.

Internação Involuntária

Nos últimos dias, temos acompanhado uma série de notícias sobre internação involuntária, aquela que o paciente é internado contra sua vontade em uma clínica para se tratar da dependência química. Para tirar dúvidas de quem está inseguro sobre o assunto ou quer mais detalhe sobre o procedimento, preparamos este roteiro de informações. É importante ressaltar que a internação involuntária para dependentes químicos é um procedimento legal. Porém, a família deve estar atenta aos procedimentos necessários e exigir da instituição que procura os documentos e registros que autorizam esta forma de internação:
  • Alvará de Funcionamento emitido pela prefeitura;
  • Autorização da Vigilância Sanitária; Inspeção do Corpo de Bombeiros;
  • Cadastro Nacional de Estabelecimentos de Saúde (CNES);
  • Autorização do Conselho Regional de Medicina do Estado.
Sem estes registros, bem como responsáveis técnicos – médicos psiquiatras e de clínica geral – não é possível, e muito menos seguro, realizar internações involuntárias.

Pessoas com a doença da dependência química costumam apresentar alguns dos sintomas abaixo:

  • Falta de disciplina em vários níveis, desde a alimentação, passando por faltas ao trabalho, escola, compromissos etc…
  • Ausência de auto estima, o que se traduz no uso de roupas sujas, falta de vaidade e falta de higiene pessoal.
  • Uso frequente de mentiras para justificar falhas e faltas no convívio social, familiar e profissional.
  • Pequenos furtos dentro de casa: como dinheiro, desaparecimento de objetos pessoais como roupas, eletrônicos, utensílios domésticos, etc…
  • Companhias e amizades estranhas ao seu círculo normal de relacionamentos. O dependente começa se relacionar e namorar pessoas com o mesmo tipo de problemas que ele tem. É o que chamamos de identificação
  • Esses são apenas alguns dos sintomas e comportamentos que um dependente químico pode apresentar. Se a pessoa em questão apresenta alguns ou vários dos comportamentos citados acima, é hora de buscar ajuda.

O que é Dependência Química?

A dependência química é uma doença séria e complexa caracterizada pelo uso compulsivo e descontrolado de drogas. Embora cada droga produza efeitos físicos distintos, todas as substâncias químicas podem alterar permanentemente o funcionamento do cérebro e a personalidade do dependente. O uso da droga causa um aumento nos níveis de dopamina no cérebro, que desencadeiam sentimentos de prazer. Ao se tornar dependente de substâncias químicas, a droga assume um papel de importância na sobrevivência semelhante a comer e dormir. O adicto passa a experimentar o desejo incontrolável de consumir a droga e ela ganha o status de essencial no dia-a-dia. Toda atividade passa a incluir a droga como peça central, razão de marcar encontros e agendar compromissos, relegando saúde, família, amigos e carreira ao segundo plano. A internação oferece ao dependente químico e sua família dois benefícios imediatos: a sobrevida do paciente por interromper a deterioração do corpo, este danoso processo entrópico, e os momentos de paz à família por saber o paradeiro de seu ente amado e confiar no tratamento de reabilitação e cuidado médico que o dependente passa a receber.

Saiba Mais Sobre a internação involuntária para vício em drogas

O vício é uma doença grave que atualmente afeta a vida de muitas pessoas em todo o mundo. Seu impacto não pode ser negado ou ignorado. Infelizmente, existem muito poucas famílias no Brasil que não sentiram os efeitos do abuso de substâncias. Portanto, se você e sua família estão lidando com o impacto, saiba que você não está sozinho. Saiba também que há ajuda disponível para você e seu amigo ou parente em dificuldades por meio de uma intervenção anti-dependência. O primeiro passo para a recuperação geralmente começa com a família e os entes queridos da pessoa que sofre da doença do vício. A dor de ver seu ente querido lutando contra o abuso de substâncias torna-se insuportável. Muitas famílias nesta posição sentem os efeitos paralisantes do medo e da ansiedade. Frequentemente, após os membros da família terem esgotado todos os esforços, eles descobrem que precisam da ajuda e orientação de um profissional treinado e qualificado em adicção e recuperação. A intervenção no vício é um passo crucial para ajudar um ente querido a se recuperar do abuso de substâncias. A Clinica de recuperação Especializada oferece serviços de consultoria de intervenção em drogas e álcool para ajudar famílias e entes queridos a receber tratamento.

O que você pode fazer em situações de emergência

Se surgir uma emergência e você precisar de ajuda imediata, você pode fazer o seguinte:
  • Solicite a remoção e resgate do dependente químico para uma clinica de recuperação especializada;
  • Leve a pessoa ao pronto-socorro de um hospital que atende pessoas com transtornos mentais e por uso de substâncias.
  • Se a pessoa atualmente tem um provedor de tratamento de saúde mental, entre em contato com ele para obter orientação.
  • Ligue para o 911, a polícia ou o departamento de policia para obter ajuda. Conforme observado acima, o estatuto permite que os policiais transportem qualquer pessoa considerada uma ameaça a uma instalação para detenção e avaliação.
Uma pessoa não precisa ser homicida ou suicida para representar uma ameaça iminente. Se eles ameaçarem verbalmente fazer o mal ou agirem de uma forma que deixe você com medo de que eles o façam, peça ajuda.

Sinais que uma Internação involuntária é necessária

Não podem ser sinais óbvios seu ente querido está sofrendo de abuso de substâncias. Mesmo assim, você pode não ter certeza de quando é o momento certo para intervir e buscar ajuda profissional . Da mesma forma, o viciado pode apresentar sinais de agressão ou negação, o que torna muito difícil iniciar a conversa. O maior sinal de que uma intervenção é necessária é quando seu ente querido não entende que ele é viciado ou parece não se importar com o abuso de substâncias. Ao contemplar uma intervenção de abuso de substâncias para seu familiar, é melhor procurar orientação profissional. Os intervencionistas da clinica de recuperação especializada têm muitos anos de experiência em ajudar os viciados a entender as consequências de suas ações e a necessidade urgente de buscar tratamento.

Sobre o processo de Internação involuntária

O primeiro passo para preparar uma intervenção é entrar em contato com nossos especialistas em Internação involuntária. Depois de colocá-lo em parceria com o profissional certo para a situação única da sua família, o intervencionista criará uma estratégia de intervenção. Antes que a intervenção possa começar, todas as partes envolvidas devem ser educadas sobre o vício e a recuperação. Esse conhecimento e percepção podem ser usados ​​para convencer seus familiares de que precisam de ajuda. Vamos ensaiar e preparar a intervenção com antecedência para garantir que todas as partes envolvidas estejam prontas para o que pode ser um confronto intenso. O objetivo final é que a intervenção se torne um momento de clareza para o indivíduo que luta. Também é importante que a pessoa compreenda perfeitamente os efeitos do vício em sua família. Em última análise, o propósito de uma intervenção contra o vício é ajudar as pessoas a se prepararem para fazer uma mudança real.

Procurando ajuda profissional

Os Centros de Recuperação usam um modelo de tratamento de cuidado estendido que fornece um processo de recuperação seguro, transformador, centrado no cliente e econômico do uso de álcool e drogas. Com base em um modelo de 12 etapas de sucesso, oferecemos aconselhamento individual, em grupo e familiar e outras abordagens terapêuticas comprovadas. Equipe clínica altamente treinada monitora todas as fases do tratamento e ajusta o programa de acordo com as necessidades de tratamento de cada indivíduo. Esperamos que os clientes permaneçam engajados em seu tratamento e processo de recuperação pessoal de 12 etapas durante todo o programa. Após a conclusão do tratamento hospitalar, continuamos a fornecer suporte aos ex-alunos do programa e às famílias por meio de nossos programas de cuidados pós-internação e familiares. Entre em contato com os Centros de Recuperação do Centro-Oeste hoje para iniciar sua recuperação.

Após a Internação involuntária de vício

Pode ser difícil saber exatamente o que fazer para ajudar uma pessoa que está lutando contra o vício. Mas, mesmo depois de obter Internação involuntária para fazer isso, você pode não ter certeza sobre as próximas etapas. É importante notar que seu familiar pode se sentir perdido e até mesmo desamparado neste ponto. Mas, o objetivo de uma intervenção não é simplesmente trazer o problema à atenção do indivíduo. É também fornecer orientação e esperança à pessoa. Seu intervencionista pode auxiliar na internação involuntária a orientar você e sua família na direção certa. Assim que o processo de intervenção no vício terminar, é hora de o indivíduo que se esforça entrar em um programa de reabilitação de vícios. Primeiro, seu familiar pode entrar em um programa de desintoxicação profissional . Este programa ajudará o indivíduo a acabar com o uso de substâncias e a limpar seu corpo das toxinas das drogas e do álcool. Esta é uma das fases mais importantes do processo de tratamento, pois fornece uma maneira segura para os indivíduos interromperem o uso da substância. Os sintomas de abstinência geralmente ocorrem logo após um indivíduo parar de usar álcool ou drogas. Esses sintomas podem ser particularmente desconfortáveis ​​e, em alguns casos, até fatais. É por isso que é melhor que as pessoas se desintoxiquem com a supervisão de profissionais médicos.

Tratamento residencial para o seu ente querido

Após a desintoxicação, seu amigo ou membro da família pode precisar buscar admissão em um programa residencial . Enquanto estiver neste programa de tratamento de dependência, seu ente querido viverá na clínica de reabilitação. Isso ajudará a garantir que o indivíduo esteja longe de distrações, permitindo que ele se concentre em sua recuperação. Enquanto seu familiar estiver longe de casa, é fundamental que você e sua família continuem a apoiá-lo. Tome as medidas necessárias para obter educação sobre o vício e o que esperar durante o processo de recuperação. Também pode ser melhor procurar terapia e aconselhamento profissional durante esse período. Quando seu familiar começar a encontrar a cura, você precisará fazer o mesmo. Além de educar-se e obter apoio por meio da terapia, você pode ajudar seus familiares preparando a casa para o retorno deles. Certifique-se de remover qualquer coisa que possa ser prejudicial à recuperação da pessoa quando ela voltar para casa. Isso pode incluir drogas ou álcool, bem como outros gatilhos pessoais. Isso ajudará seu familiar a se adaptar com segurança à vida fora do tratamento quando chegar a hora.

Tratamento ambulatorial para pessoas em recuperação

Depois de passar por um programa de tratamento hospitalar, seu familiar pode prosseguir com um programa de reabilitação ambulatorial de dependência. Os programas ambulatoriais não exigem que os indivíduos vivam em instalações de reabilitação. Algumas pessoas podem optar por morar em casa enquanto continuam a receber tratamento. Outros podem optar por viver em um ambiente sóbrio. O indivíduo pode entrar em um programa de hospitalização parcial ou um programa ambulatorial intensivo. Ambos os programas oferecem tratamento com uma abordagem menos intensiva do que o tratamento residencial. Embora sejam menos intensivos, eles fornecem aos indivíduos em recuperação o apoio estrutural necessário à medida que continuam a buscar a sobriedade.

Cuidado e apoio continuados para o seu ente querido em recuperação

Assim que a jornada pela reabilitação for concluída, a recuperação continuará; a recuperação é um processo que dura a vida toda. Sendo este o caso, o seu amigo ou familiar deve continuar a receber tanto apoio e orientação quanto possível. Os programas de apoio a ex-alunos podem encorajar e motivar aqueles em recuperação. Eles oferecem aos indivíduos a oportunidade de continuar a receber apoio de outras pessoas em recuperação. Frequentemente, essa é uma parte necessária da jornada do vício à liberdade completa. Os serviços de suporte de ex-alunos também podem fornecer suporte para aqueles que não têm um ambiente muito útil ou encorajador em casa. Embora você e sua família possam estar prontos para oferecer Internação involuntária ao ente querido em recuperação, o apoio dos ex-alunos é um fator insubstituível. De modo geral, os recursos adicionais provavelmente ajudarão durante o processo de recuperação. Você e sua família podem encontrar muitos recursos para ajudar durante esta jornada. Não apenas seu ente querido pode se beneficiar com esses recursos, mas sua família também pode continuar a se curar.

Encontre uma Clinica Especializada na internação involuntária

Aqui na clinica de recuperação especializada, entendemos a dor e o sofrimento que cercam o vício. Quer você esteja lutando contra ela ou conheça alguém que está, os efeitos desta doença são incomparáveis. Nossa equipe entende totalmente os desafios que surgem como resultado do abuso de substâncias. Por isso, queremos que saiba que estamos aqui para ajudar e orientar sua família neste momento. Nosso objetivo é ajudar indivíduos e famílias durante o processo de recuperação. Saiba que faremos tudo o que for necessário para sustentar sua família durante este período difícil. A equipe treinada e profissional da clinica de recuperação especializada está pronta e disposta a trabalhar com você enquanto você ajuda sua pessoa amada. Se você está se perguntando como ajudar alguém a fazer uma mudança em sua vida, estamos aqui para ajudar! Basta entrar em contato conosco hoje para saber mais sobre nossos serviços de tratamento de adicção. Nossa equipe irá guiá-lo enquanto você percorre esta difícil estrada. Hoje é o dia de fazer uma mudança. Agora é a hora de começar de novo. A clinica de recuperação especializada é o lugar onde você e sua família podem finalmente começar a seguir em frente. Ligue-nos agora e encontre os recursos de que precisa hoje!